Pref. Pato Bragado Natal em Canto 2019
Policial

Número de policiais pode ser menor que o anunciado

Os constantes assaltos em Toledo, assim como em Marechal C acirc;ndido Rondon, podem ser reflexo da falta de efetivo policial. Essa eacute; a vis atilde;o de Lourival Neves J uacute;nior, membro da diretoria do Conselho de Seguran ccedil;a de Toledo. E as previs otilde;es n atilde;o s atilde;o das melhores. Ontem (09), em entrevista agrave; reportagem de O Presente, ele colocou em d uacute;vida o n uacute;mero de alunos na turma da escola de forma ccedil; atilde;o de soldados no 19 ordf; Batalh atilde;o da Pol iacute;cia Militar de Toledo. ldquo;At eacute; agora n atilde;o h aacute; um compromisso firmado do governo, s oacute; uma indica ccedil; atilde;o. Os deputados anunciaram que seriam uns 50 novos policiais, mas outra informa ccedil; atilde;o que temos eacute; de que viriam para c aacute; 38, e esse n uacute;mero ainda n atilde;o eacute; confirmado rdquo;, disse. Segundo ele, foi entregue uma documenta ccedil; atilde;o para o governador na semana passada solicitando novamente que 120 policiais sejam designados para atender a demanda do Batalh atilde;o. Na pr oacute;xima semana, quando o governo estar aacute; com a administra ccedil; atilde;o descentralizada em Cascavel, ele diz que uma comiss atilde;o do Conselho, que est aacute; sendo formada, deve estar com o governador e secret aacute;rio de Seguran ccedil;a do Estado para tratar dessa quest atilde;o. ldquo;A informa ccedil; atilde;o que temos do Estado eacute; de que 1,2 mil policiais ser atilde;o chamados, sendo que 400 ficam na Capital, restando 800 a serem divididos entre os 399 munic iacute;pios do Paran aacute;. Sabemos que houve uma press atilde;o por Londrina e o secret aacute;rio teria fornecido mais uma turma l aacute;, enquanto que nosso Batalh atilde;o, que eacute; na aacute;rea de fronteira, n atilde;o est aacute; sendo atendido rdquo;, comentou.

Pol iacute;cia Civil
Al eacute;m disso, Lourival fez cr iacute;ticas ao comando da Pol iacute;cia Civil de Toledo, falando at eacute; mesmo em troca do delegado-chefe, Luiz Gilmar da Silva. ldquo;H aacute; muitas reclama ccedil; otilde;es quanto ao trabalho dele (delegado-chefe) rdquo;, afirmou.
O descontentamento de Lourival com a Pol iacute;cia Civil eacute; devido agrave; ldquo;desarticula ccedil; atilde;o de equipes de intelig ecirc;ncia de investiga ccedil; atilde;o rdquo; que existiam na 20 ordf; desde a eacute;poca do delegado Alexandre Macorin. Segundo o conselheiro, foram repassados equipamentos para investiga ccedil; atilde;o que, de acordo com informa ccedil; otilde;es recebidas por ele, estariam ociosos. nbsp;
O presidente do Conselho, L eacute;ris Luiz Cambrussi, diz que respeita o direito de Lourival dar sua opini atilde;o, mas que ela n atilde;o eacute; a voz do Conselho. L eacute;ris preferiu n atilde;o falar sobre o assunto. nbsp; nbsp;

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

lt;galeria / gt;

TOPO