Policial

Polícia tenta apurar causa de acidente em laticínio

Márcio Renato Storch tinha 23 anos e residia na Linha Ajuricaba, interior de Marechal Rondon. Divulgação

A Pol iacute;cia Civil (PC) de Marechal C acirc;ndido Rondon instaura inqu eacute;rito para apurar como ocorreu a morte de M aacute;rcio Renato Storch, 23 anos, que residia na Linha Ajuricaba. Ele morreu no final da madrugada de ontem (09) no Latic iacute;nio Nituano, no distrito de Margarida, interior do munic iacute;pio, enquanto trabalhava. Pelo que a pol iacute;cia havia apurado at eacute; a tarde de ontem n atilde;o havia testemunha do acidente.
Um colega da v iacute;tima disse que ouviu um barulho e ao chegar agrave; sala onde M aacute;rcio trabalhava se deparou com ele morto. O acidente aconteceu na sala conhecida pelos trabalhadores como da manteiga. Na sala existem centr iacute;fugas industriais. Essas m aacute;quinas s atilde;o compostas, dentre outras pe ccedil;as, por dezenas de folhas de inox em forma de cones. Os cones s atilde;o encaixados e sobre eles vai uma tampa. O leite passa pela centr iacute;fuga, gira em alta velocidade e eacute; despejado num tanque. No local do acidente a pol iacute;cia encontrou v aacute;rios cones espalhados, alguns a cerca de dez metros da centr iacute;fuga. Um desses cones teria atingido o jovem trabalhador na cabe ccedil;a. O corpo dele foi encaminhado para o Instituto M eacute;dico Legal.
O corpo de M aacute;rcio Renato Storch est aacute; sendo velado na Oase da Igreja Martin Luther de Marechal Rondon e ser aacute; sepultado na manh atilde; de hoje (10) no cemit eacute;rio da cidade.

TOPO