Copagril
Policial

Policiais federais ‘enxugam gelo’ contra a impunidade

Airton Serra
Em ato simbólico, policiais federais secam barras de gelo em frente à delegacia da PF em Foz do Iguaçu

Cerca de 30 policiais federais realizaram um ato público em frente à delegacia de Foz do Iguaçu, na manhã de hoje (16). Enxugando barras de gelo por uma hora, simbolicamente, eles protestaram contra a impunidade, a corrupção e a falta de estrutura para o combate à violência na região.

O sindicato da categoria (Sinpef) descarta a possibilidade de realização de operação-padrão para reforçar a fiscalização nos principais pontos da fronteira. Um grupo de policiais de Foz do Iguaçu integrará ainda a marcha rumo a Brasília onde pretendem acompanhar os trabalhos da Frente Parlamentar de Apoio à Reestruturação da Polícia Federal.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

A comissão se reunirá esta semana no Congresso Nacional para discutir as propostas. Servidores de outras cidades, como Londrina e Curitiba, também devem seguir para a capital federal. “É preciso mudar o modelo repressivo das polícias para um modelo preventivo. Mas, para que essa mudança atinja os resultados para a melhoria da segurança pública os policiais também precisam estar preparados e dispor de estrutura adequada para o combate à criminalidade, diz a presdiente do sindicato, Bibiana Orsi.

“Hoje não estamos aqui reivindicando salários, estamos reivindicando melhorias na segurança pública”, destacou ao justificar o gesto de secar gelo promovido por alguns policiais durante a manifestação. Reivindicações vêm sendo negociadas com o governo há cerca de um ano, quando diversas categorias de servidores federais aderiram a uma série de paralisações nacionais.

Em agosto de 2012, servidores federais de 18 categorias ligadas à Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Federal (Condsef) decidiram aceitar a proposta de reajuste do governo e encerrar a greve. Os policiais federais foram os últimos a fazer o acordo.

TOPO