Copagril
Policial

Traficantes espancam, amarram e jogam adolescente em rio

Na noite de ontem (05) o Corpo de Bombeiros de Santo Antônio da Platina (130 km de Londrina) prestou socorro a um adolescente de 15 anos que foi agredido, amarrado e jogado dentro do rio Boi Pintado. 

Mesmo bastante ferido, o menino contou aos policiais que foi levado para um matagal por três pessoas por volta das 19 horas. Ele foi espancado, levou pauladas na cabeça e teve os braços e pernas amarrados. Em seguida foi jogado no rio, mas conseguiu manter a cabeça para fora da água. 

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Segundo o próprio garoto, ele é usuário de drogas e a violência contra ele seria por conta de dívidas com traficantes. Os socorristas relataram que se o atendimento demorasse mais o menino não iria sobreviver.

“Já fazia 2 horas que ele estava na água poluída, com vários cortes e pouca roupa. Além do risco de infecções, ele também já estava entrando em hipotermia e poderia morrer de frio”, contou o soldado Alex Junior, do Corpo de Bombeiros. 

O pai do adolescente, Antônio Carlos Biazim, revelou que o filho mora com ele há apenas quatro meses. Antes o garoto morava com a mãe em Joaquim Távora, onde teve os primeiros contatos com as drogas. De acordo com Bazin, nesse período ele já procurou o Ministério Público (MP) várias vezes para pedir proteção e internamento do menino.

“Mas a resposta é que preciso aguardar e que o menino precisa querer a ajuda. No estágio em ele que está jamais vai quer ser internado, precisa ser à força. Na última semana atiraram em mim, mas erraram. Vejo que vamos morrer aguardando a Justiça agir”, lamentou a mãe do menino.

A Polícia Militar (PM) já recebeu informações sobre as identidades dos envolvidos na tentativa de homicídio e realizaram buscas, mas até o momento ninguém foi preso. 

TOPO