Copagril
Política

Chefe da “Carne Fraca” fecha delação e atinge deputados do PMDB/PR

O ex-superintendente do Ministério da Agricultura no Paraná, Daniel Gonçalves Filho, fechou acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República (PGR), se comprometendo a esclarecer detalhes sobre o esquema de cobrança de propina e fraude na fiscalização de frigoríficos, investigada pela operação “Carne Fraca”. Apontado como chefe do esquema, ele deve implicar políticos na delação, entre eles os deputados federais do PMDB do Paraná Osmar Serraglio e Sérgio Souza.

Serraglio foi flagrado em conversa telefônica gravada com o ex-superintendente pela Polícia Federal, Serraglio aparece chamando-o de “grande chefe”. Além disso, ele, Souza e outros dois parlamentares do PMDB paranaense, João Arruda Sobrinho e Hermes “Frangão” intervieram perante o Ministério da Agricultura para que Gonçalves fosse mantido no cargo apesar de suspeitas de corrupção e teriam recebido recursos do esquema, segundo o delator. Os quatro deputados negam participação no caso

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Com informações BemParaná

TOPO