Copagril
Variedades OPORTUNIDADE ÚNICA

Airbnb procura voluntários para participar de uma missão científica na Antártida

Foto: Divulgação

Quem tiver mais de 18 anos, falar inglês em nível de conversação e estiver sem ideia do que fazer durante o período de novembro a janeiro deste ano pode se candidatar a uma vaga para voluntários participarem de uma pesquisa científica na Antátida. São cinco vagas abertas para o projeto Sabático na Antártida, organizado pelo Airbnb e Ocean Conservancy.

Os selecionados irão se juntar à cientista Kistie Jones-Williams no continente mais remoto da Terra. Os interessados devem ainda ter disponibilidade para viajar para o Chile e a Antártida por um mês. A seleção final dos cinco cidadãos cientistas será anunciada em 30 de outubro. O programa está aberto a residentes nos seguintes países e regiões: África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, China, Coreia do Sul, Dinamarca, Dubai, Espanha, EUA, França, Hong Kong, Índia, Irlanda, Itália, Japão, Malásia, México, Noruega, Nova Zelândia, Países Baixos, Portugal, Reino Unido, Rússia, Singapura, Suécia, Suíça, Tailândia e Taiwan.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Os cinco voluntários vão coletar amostras de neve para saber até que ponto os microplásticos chegaram ao interior da Antártida. O objetivo do Sabático na Antártida é aumentar a conscientização sobre o impacto humano no clima em um dos ecossistemas menos compreendidos e mais isolados do mundo. Ao entender o impacto da poluição plástica gerada em outras partes do planeta, os viajantes vão trazer informações sobre como a comunidade global pode ajudar a proteger a Antártida e o planeta.

“A maioria das pessoas pensa na Antártida como um continente intocado e isolado, mas evidências recentes mostram que até mesmo os locais mais remotos são afetados pela poluição plástica”, diz a cientista Kirstie Jones-Williams. “Essa expedição nos ajudará a entender os trajetos do microplástico até chegar a regiões remotas, como a Antártida, e ela ocorre em um momento muito importante para destacar nossa responsabilidade de proteger o mundo natural. Será um trabalho árduo, com o rigor científico exigido durante condições de inverno implacáveis. Estamos procurando pessoas apaixonadas, com um senso de cidadania global, empolgadas para fazer parte da equipe e voltar para casa e compartilhar nossas descobertas com o mundo”, acrescenta.

Na expedição de um mês, os viajantes vão:

●     Participar de um treinamento de imersão em Punta Arenas, no Chile, onde irão se preparar em cursos de glaciologia e amostragem de campo, assim como trabalho de laboratório e prática de equipamentos.

●     Voar para a Antártida para iniciar sua missão científica, pousando em uma pista de gelo azul formada naturalmente no interior do continente onde a pesquisa será conduzida.

●     Coletar amostras de neve do interior da Antártida e estudá-las para determinar o quanto os resíduos e a poluição viajaram pelo mundo.

●     Visitar o Polo Sul, onde podem dar a volta ao mundo em poucos passos.

●     Aproveitar a oportunidade para explorar a beleza de lugares da Antártida como Drake Icefall, Charles Peak Windscoop e Elephant’s Head para aprender sobre a geografia do continente.

●     Retornar ao Chile, onde continuarão a estudar suas descobertas e trabalhar com a Ocean Conservancy para se tornarem embaixadores pela proteção dos oceanos. Na função de defensores, eles vão fornecer informações sobre como a comunidade do Airbnb e outras pessoas podem ajudar a minimizar o impacto plástico coletivo e apoiar a missão da Ocean Conservancy.

“A parceria com o Airbnb no Sabático na Antártida é uma oportunidade incrível para continuar nossa luta contra o plástico oceânico e aumentar a conscientização sobre esse problema”, explica Janis Searles Jones, CEO da Ocean Conservancy. “Por meio do nosso Dia Mundial de Limpeza de Praias  anual, em que voluntários não só coletam lixo de praias e vias aquáticas no mundo inteiro, mas também registram todos os itens em nosso banco de dados global, a Ocean Conservancy mantém uma longa história de trabalho com voluntários, e estamos ansiosos para aplicar os resultados desta expedição a soluções globais.”

“A forma como vivemos e viajamos tem implicações duradouras para o meio ambiente”, afirma Chris Lehane, vice-presidente sênior de política global e comunicação do Airbnb. “Juntos, como uma comunidade global, podemos causar impacto e organizar viagens responsáveis. Nossa esperança é inspirar mais viajantes a respeitar os destinos que visitam e apreciar como suas ações estão profundamente conectadas ao nosso planeta.”

O Sabático na Antártida segue o Sabático na Itália, um projeto de regeneração urbana do Airbnb e da Wonder Grottole que ofereceu a cinco voluntários a oportunidade de passar três meses vivendo na histórica cidade de Grottole, no sul da Itália, e ajudar a revitalizar uma comunidade que estava à beira da extinção. O programa Sabáticos do Airbnb é desenhado para inspirar as pessoas a aproveitarem parte do seu de folga para retribuir às pessoas e aos lugares ao seu redor e embarcarem em uma experiência transformadora.

Para se candidatar ao Sabático na Antártida, acesse airbnb.com.br/sabbatical  e preencha o formulário de inscrição.

Airbnb

Fundado em 2008, o Airbnb tem como missão criar um mundo onde qualquer pessoa possa se sentir em casa em viagens autênticas, diversificadas, inclusivas e sustentáveis. A plataforma usa a tecnologia para empoderar economicamente milhões de pessoas ao redor do mundo para que elas possam receber uma renda extra por meio de seus espaços, paixões e talentos e se convertam em empreendedores de hospitalidade. O marketplace de acomodações do Airbnb oferece acesso a mais de 7 milhões de espaços únicos em mais de 100 mil cidades e 191 países e regiões. Com as Experiências, ao Airbnb oferece acesso sem precedentes a comunidades e interesses locais por meio de mais de 40 mil atividades únicas, em mais de mil destinos em todo o mundo. O Airbnb é uma plataforma que conecta pessoas, beneficiando todas as partes interessadas, incluindo anfitriões, hóspedes, funcionários e as comunidades em que atua.

Ocean Conservancy

A Ocean Conservancy trabalha para proteger o oceano dos maiores desafios globais atuais. Juntamente com seus parceiros, ela cria soluções científicas em prol de um oceano saudável, da vida selvagem e das comunidades que dependem dele.

Cientista Kirstie Jones-Williams

Kirstie Jones-Williams é uma cientista da Antártida que se especializou em investigar o impacto dos microplásticos no zooplâncton marinho polar. Ela é doutoranda em Ciências Biológicas na Universidade de Exeter, no Reino Unido, com financiamento pelo programa de formação NERC GW4+ DTP.

Com Bem Paraná

TOPO