Marechal

Com equipe completa, Marcio Rauber prioriza compromisso com a população

 

O Presente
Ao anunciar oficialmente os dois últimos secretários municipais, prefeito destaca a importância de uma gestão comprometida com a comunidade. Ética e responsabilidade são enaltecidas pelo prefeito

 

Foram oficializados ontem (20) os nomes dos rondonenses que estarão à frente das secretarias de Agricultura e Política Ambiental e de Indústria, Comércio e Turismo de Marechal Cândido Rondon. A solenidade foi realizada na sala de reuniões do gabinete, na prefeitura, na presença do prefeito Marcio Rauber, vice-prefeito Ilario Hofstaetter (Ila), deputado estadual Elio Rusch, secretários e profissionais da imprensa

Como já havia sido anunciado, o engenheiro agrônomo Leandro Dadalt assume a secretaria de Agricultura e Política Ambiental. O nome dele foi oficializado durante a assembleia geral ordinária da Copagril, no dia 31 de janeiro, no entanto, somente ontem ele foi empossado.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

Já o empresário Sérgio Marcucci vai comandar a Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo. A indicação faz parte da cota do PSD, partido da base aliada do grupo de apoio à administração municipal.

Na oportunidade, o prefeito destacou que espera comprometimento e responsabilidade por parte dos novos secretários. Ambos possuem uma vasta experiência em suas áreas de atuação e esperamos que possam contribuir para a melhoria do governo municipal, declarou, acrescentando: Se esses dois novos secretários e todos os demais se espalharem na minha forma de pensar e agir, eles irão trabalhar bastante. Temos muito comprometimento e é disso que precisamos, pois a sociedade espera isso da administração, ou seja, uma gestão moderna que mostre trabalho e dedicação em prol do município.

Ainda com relação ao último secretário anunciado, de Indústria, Comércio e Turismo, Rauber disse que o nome de Sérgio já estava sendo avalizado há muito tempo, visto que é referência no cenário empresarial de Marechal Rondon. Com a experiência dele à frente da Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acimacar), acreditamos que irá trazer incentivo às empresas que já estão consolidadas no município, assim como para outras que ainda pretendem buscar seu lugar no mercado, ressalta.

 

Experiência e bom convívio

Para Marcucci, sua indicação dentro do partido aconteceu de forma natural, visto que tem larga experiência e bom convívio no meio empresarial, tendo ocupado importantes postos na Associação Comercial (Acimacar) e na Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Oeste do Paraná (Caciopar). Toda essa trajetória me permitiu adquirir mais conhecimento, além de estreitar relações com vários diretores de entidades municipais, o que, sem dúvidas, irá somar em nosso trabalho, destaca.

Ele adiantou que uma das tarefas mais importantes frente à pasta será ampliar a abertura para novos investimentos empresariais, inclusive de fora do município, visando à geração de emprego e renda, além de valorizar as empresas comerciais e industriais já instaladas em Marechal Rondon. O momento agora é de conhecer a equipe, saber como funciona, organizar as ações prioritárias, visto que logo teremos a Pesca da Corvina, além da festa do município, declarou.

Conforme o novo secretário, a experiência adquirida durante o tempo em que tem se dedicado ao voluntariado associativista lhe trouxe segurança e confiança para aceitar o desafio de assumir a Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo. O trabalho que estou assumindo é um desafio porque os setores de indústria, comércio e turismo, juntamente com a agricultura, são os que movem e trazem a renda para o município, então está sob nossa responsabilidade, minha e do secretário de Agricultura, captar cada vez mais recursos para que o município receba uma maior valorização, enalteceu.

Fortalecimento da agropecuária

O novo secretário de Agricultura e Política Ambiental, Leandro Dadalt, é engenheiro-agrônomo formado pela Unioeste, com 15 anos de atuação junto à Copagril. Ele ressaltou que a nova função é desafiadora e que o seu trabalho e de sua equipe será no sentido de fortalecer a agropecuária, com políticas de atendimento efetivo aos produtores rurais. Hoje existem muitas atividades que o produtor rural precisa dentro de sua propriedade e cada vez mais busca esse aumento de produtividade, e uma de nossas principais funções é justamente incentivar que ele assim o faça, expôs.

Além disso, na opinião do secretário, a experiência obtida durante 15 anos trabalhando em todas as regiões e distritos do município lhe proporcionou conhecimento e segurança para assumir o cargo. Além da bagagem profissional e do conhecimento que obtive dentro da Copagril, também fiz muitos amigos que são profissionais extremamente competentes e que poderão estar auxiliando nos trabalhos dentro da secretaria, declarou.

Indagado sobre os primeiros passo à frente da pasta, Dadalt disse que o momento é de conhecer o terreno. Fui anunciado como secretário em janeiro, mas estou assumindo somente agora por conta que estávamos em período de safra e plantio. Logo, eu precisava desse tempo para deixar a casa em ordem. Agora, neste primeiro momento, vou buscar conhecer as pessoas que estão dentro da secretaria, verificar como estão os projetos e programas em funcionamento, me inteirar dos procedimentos e dar início aos trabalhos, buscando novos projetos e viabilizando nossas ideias, afim de transformá-las em realidade, enfatizou.

Saúde pública: a área mais problemática

Marcio Rauber completou ontem 50 dias de governo e, ao ser questionado sobre as áreas que estão trazendo mais dificuldades, revelou que a área da saúde é a mais problemática. Isso talvez se deva ao fato de termos muitas pessoas que precisam de assistência da saúde pública. Além disso, ainda temos muitos vícios dentro do corpo da saúde pública em nosso município e precisamos terminar com eles. Os prestadores de serviços do município, em todas as áreas, precisam entender que se existem horários para serem cumpridos, eles serão cumpridos, se existem formas respeitosas de dar atendimento à população, assim terá que ser feito. Isso é algo que vou exigir até o último dia do meu mandato, frisou o prefeito.

Segundo ele, os maiores problemas se encontram no setor da saúde porque é a área que sempre precisa de um maior atendimento, envolve muito dinheiro, grande número de profissionais e os custos são altos. Médicos e plantões custam caro, por isso é preciso organizar. Estamos enfrentando mais dificuldades nesse setor, mas são dificuldades esperadas e que vamos superar com a maior brevidade possível, afirmou.

O prefeito ainda disse que há contratos supervalorizados que serão encerrados. Vamos reduzir na maior quantidade possível o número de contratos e oportunizar que profissionais de carreira venham para o nosso município, para que consigamos economizar e também equipar nosso hospital municipal com profissionais e de imediato iniciar os partos e cirurgias, revelou.

TOPO