Marechal

Orquestra de Sopros de Marechal Rondon celebra 40 anos com show beneficente

Nesta sexta-feira (10), a Orquestra de Sopros de Marechal Rondon realizará um show beneficente em comemoração ao seu aniversário de 40 anos. A apresentação acontecerá no Clube Concórdia, às 20h. Os ingressos podem ser adquiridos ao valor de R$ 10,00, sendo que a renda será revertida em prol da APAE rondonense.

“Convidamos a população de Marechal Rondon e região para que participe e celebre conosco os nossos 40 anos de existência. Com certeza será uma noite linda e agradável, que está sendo preparada com muito carinho”, enaltece Rosilene Cristina Guntzel, saxofonista da Orquestra há 17 anos.

Casa do Eletricista – RETOMA

Ingressos

Os ingressos podem ser adquiridos com os integrantes da Orquestra, diretoria da APAE, integrantes dos clubes rotarianos de Marechal Rondon e na Secretaria de Cultura, na prefeitura rondonense. Crianças menores de dez anos terão entrada gratuita.

A Orquestra

A Orquestra de Sopros de Marechal Rondon é uma entidade sem fins lucrativos, que realiza atividades culturais, artísticas e musicais, aulas de instrumentos musicais e tem por filosofia a solidariedade e auxílio mútuo. Conta atualmente com 20 integrantes. São 14 instrumentos de sopro, além da bateria, contrabaixo, guitarra e teclado e das vozes femininas e masculinas. O grupo é conduzido pelo maestro Patrick Furlan Schultz e apresenta-se nas solenidades cívicas do município e, eventualmente, em municípios vizinhos quando convidada. Também faz concertos e apresentações para eventos diversos.

Além dos integrantes, a orquestra conta com uma equipe de apoio constituída de professores de música e profissionais de equipamentos de som e tem apoio da Secretaria Municipal de Cultura.

Caminhada

A Orquestra de Sopros iniciou suas atividades artísticas em outubro de 1977,sob a denominação de Banda Municipal. Entre os objetivos do grupo, estavam a formação musical de seus integrantes, o estímulo das atividades de caráter cultural e social e o exercício da cidadania, promovendo a formação de melhores cidadãos.

No ano de 2003, a Orquestra passou por um processo de reestruturação. Além de terem sido incluídos novos instrumentos na sua composição, como a bateria, o teclado, violão, e contrabaixo, houve a preocupação e o investimento para disponibilizar ao grupo, regência com formação musical para esse fim. O repertório, por sua vez, também passou por revisões sistemáticas e hoje é variado, incluindo desde música erudita, popular, temas de filmes, marchas e peças características de Orquestra.

Em 2015, foram introduzidos na Orquestra, voz feminina e voz masculina e incrementado um novo repertório para show com coreografias.

Ao longo da história, a Orquestra de Sopros teve os seguintes maestros: Arnoldo Pohl, Armando Dieter, Mauro Buss e Norberto Kruger. Há cerca de 14 anos, Patrick Furlan Schultz está à frente do grupo.

Com informações Assessoria

TOPO