Fale com a gente

Municípios Festa foi suspensa

Maripá deve decretar estado de calamidade pública; “cidade está destruída”, aponta prefeito

Publicado

em

(Fotos: Divulgação)

Equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil estão trabalhando a todo vapor em Maripá para amenizar os estragos causados pelo temporal de ontem (22). Veja na galeria acima como está o município maripaense neste sábado (23).

De acordo com a Copel, todo o município maripaense está sem eletricidade (veja a matéria). “O estrago foi muito grande em questão de redes elétricas. Postes e árvores caíram sobre casas e muitos prédios públicos foram destelhados. A população está bem comovida com tudo o que aconteceu. A cidade está destruída”, declara o prefeito de Maripá, Rodrigo Schanoski.

Ao O Presente, ele conta que os trabalhos acontecem em conformidade a um plano de ação elaborado junto ao Corpo de Bombeiros. “Estamos com muitas equipes na rua fazendo os trabalhos prioritários do que coloca em risco a população e, na sequência, partiremos para a limpeza. Temos um ponto de apoio na frente do Paço Municipal e as pessoas que sofreram danos nos seus lares podem ir lá retirar lona. No final do dia está para chegar Eternit também”, orienta.

 

Calamidade pública

Schanoski menciona que a Administração Pública de Maripá está realizando todos os procedimentos necessários para alimentar o sistema da Defesa Civil, a fim de declarar estado de calamidade pública.

“Estamos fazendo o preenchimento das informações no cadastro da Defesa Civil para que, na sequência, a gente possa fazer o decreto de calamidade pública municipal. Esses documentos serão encaminhados pela própria Defesa Civil do Paraná à Assembleia Legislativa para que o decreto seja reconhecido pelo Estado”, expõe.

 

Festa suspensa

Maripá comemorou 32 anos de emancipação no dia 17 de abril e neste final de semana, deste quinta-feira (21) até amanhã (24), aconteceria a Festa do Município, que tinha uma vasta programação. Porém, em virtude dos estragos no município, as festividades foram suspensas. “A festa foi suspensa. Não cancelada. A gente vai ver mais para frente como vamos ajustar essa questão”, explica o prefeito.

No Centro de Eventos, a estrutura montada para a programação foi devastada pelo temporal. “Sobrou pouca coisa da estrutura montada. Palco e barracas ‘voaram’ devido ao temporal”, pontua o chefe do executivo maripaense.

 

O Presente

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Facebook