Municípios Aos 97 anos

Morre pioneiro rondonense que atuou na construção do Hospital Filadélfia

Atualmente Osvino Wolfart residia no vizinho município de Pato Bragado (Fotos: Divulgação/Memória Rondonense)

Faleceu no começo da manhã desta quarta-feira (27), o pioneiro rondonense Osvino Ernesto Wolfart. Ele completaria 98 anos de idade no dia 05 de julho.

Wolfart chegou de mudança à então vila de General Rondon em 07 de junho de 1952, na companhia da esposa Francisca Vilma (nascida Hassemer) e dos filhos Enna, Cláudio (ambos precederam-lhe na morte) e Gladis, procedente de Arabutã, Santa Catarina. Em Marechal Cândido Rondon nasceram mais os filhos Egon (também lhe precedeu na morte), Inge e Irineu.

Casa do Eletricista – RETOMA

O pioneiro morou na atual cidade de Marechal Cândido Rondon até 21 de março de 1956, quando transferiu residência para uma chácara próxima da sede distrital de Iguiporã.

Exímio carpinteiro foi ajudante e mestre de obras de muitas construções pioneiras em General Rondon, entre elas o Hospital e Maternidade Filadélfia. Em Iguiporã a grande maioria das construções dos pioneiros que chegaram depois de 1956 ou antes, também foram tocadas pelo pioneiro.

Wolfart é filho do casal Paulina (nascida Allebrandt) e Carlos Alfredo Wolfart.

Atualmente residia no vizinho município de Pato Bragado. Na foto a seguir, o pioneiro está com a esposa Francisca Vila e os filhos Gladis, Irineu e Inge.

 

 

Com Memória Rondonense

 

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO