Poder Legislativo Nova votação

“Não dou nada por perdido”, diz advogado de defesa de Nilson Hachmann

Advogado Marcio Berti, que defende o vereador Nilson Hachmann (PSC): “Tem muita água para rolar debaixo desta ponte ainda. Então não acreditamos que isso possa já significar que futuramente ocorrerá a perda do mandato do Nilson” (Foto: Divulgação)

 

A Câmara de Vereadores de Marechal Cândido Rondon votará nesta segunda-feira (27), mais uma vez, se aceita ou não o recebimento da representação contra o vereador Nilson Hachmann (PSC). A primeira decisão foi anulada porque o vereador denunciante, Josoé Pedralli (MDB), que estaria por força de lei impedido de participar da votação, votou pelo recebimento da representação.

O advogado Marcio Berti, que defende Nilson, avalia como uma decisão acertada da Câmara. “Se não houvesse nova votação poderia culminar posteriormente com anulação de todo processo”, informou ao Jornal O Presente.

Casa do Eletricista – RETOMA

Questionado se existe alguma expectativa se o número de votos pode ser alterado pelo recebimento da representação, o advogado é enfático: “O jogo é jogado e só daremos por perdido quando efetivamente a partida acabar e não pudermos fazer mais nada. Não dou nada por perdido. Ainda que eventualmente a representação seja novamente admitida, não me parece que isso já signifique que lá na frente ocorrerá a cassação do mandato, quando o mérito da representação for apreciado. Tem muita água para rolar debaixo desta ponte ainda. Então não acreditamos que isso possa já significar que futuramente ocorrerá a perda do mandato do Nilson”, declarou.

 

O Presente

TOPO