Pref. Pato Bragado COVID
Pref. Marechal NATAL 2020
Poder Legislativo Saída da comissão

Neco aponta suspeição de membro de comissão processante e oitiva é adiada

(Foto: Cristiano Viteck)

A audiência de instrução da comissão processante contra o vereador Dorivaldo Kist (Neco), marcada para a manhã desta sexta-feira (20), foi adiada e nova data deverá ser marcada. No final da tarde de ontem (19), o advogado de defesa de Neco protocolou na Casa de Leis ofício em que indica a suspeição do vereador Nilson Hachmann para atuar como membro e presidente da comissão processante.

A justificativa é de que, por Nilson também responder a processo disciplinar na Câmara de Vereadores, ele é considerado suspeito. Ou seja, deveria estar impedido de compor a comissão processante.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

Em resposta ao ofício, Nilson Hachmann acatou o pedido da defesa do vereador Neco e anunciou sua saída da comissão.

“Não obstante a certeza de ausência de parcialidade, uma vez que este parlamentar não atua em seu múnus público com o viés de prejudicar ou beneficiar situações ou pessoas determinadas, para evitar futuras alegações de nulidades, se faz necessário reconhecer o impedimento para atuar neste processo”, comunicou Nilson.

Assim, a Câmara de Vereadores deverá fazer novo sorteio para definir qual vereador vai substituir Nilson na comissão processante.

Neco é investigado por, supostamente, cobrar parte do salário de funcionária comissionada que atuava na Prefeitura.

Além da oitiva de hoje referente ao vereador Neco, as audiências de instrução dos processos disciplinares contra Adelar Neumann e Nilson Hachmann, que deveriam ter acontecido na quarta e quinta-feira, respectivamente, também foram adiadas para a semana que vem.

Na segunda-feira de manhã, às 8h30, acontece a oitiva da comissão processante contra Nilson Hachmann. Ele é suspeito de utilizar empresas jurídicas em nome de terceiros, mas que seriam de propriedade dele, para participar de processos licitatórios e fazer venda direta à Prefeitura, o que é proibido por lei.

Na terça-feira (24), às 8h30 da manhã, acontece a oitiva da comissão processante que tem como representado Adelar Neumann. Ele também responde a acusação de cobrar parte de salário de funcionário comissionado do Poder Executivo Municipal.

Nas audiências de instrução são ouvidos os depoimentos das testemunhas arroladas nos processos, bem como dos vereadores acusados.

 

Com assessoria

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO