Poder Legislativo Decisão revista

Suplente Reinar Seyboth volta atrás e desiste de renunciar ao mandato de vereador

ecuo de Reinar Seyboth, atual secretário municipal de Coordenação e Planejamento, é motivado pela revogação da prisão do vereador Adelar Neumann (Foto: Divulgação)

 

O suplente Reinar Seyboth (DEM) voltou atrás de sua decisão de renunciar ao mandado de vereador. No final da manhã de hoje (25), ele protocolou na Secretaria do Poder Legislativo de Marechal Cândido Rondon o pedido para que não seja incluído na sessão desta segunda-feira o ofício apresentado na última sexta-feira (22), no qual comunicava a renúncia ao cargo. Assim, ele permanece na primeira suplência.

Conforme o Regimento Interno da Casa de Leis, a renúncia ao cargo só seria oficializada a partir do momento em que fosse lida em plenário, durante sessão da Casa de Leis.

Casa do Eletricista – Clorador Agosto

O recuo de Reinar Seyboth, atual secretário municipal de Coordenação e Planejamento, é motivado pela revogação da prisão do vereador Adelar Neumann (DEM). A decisão da Justiça em favor de Adelar aconteceu na sexta-feira, horas depois de Reinar protocolar o pedido de renúncia.

Existe a possibilidade de que Adelar Neumann seja solto ainda hoje e de que participe da sessão do Poder Legislativo, reassumindo as suas funções como vereador.

Adelar foi preso em 04 de fevereiro, durante operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco – Núcleo de Foz do Iguaçu), em conjunto com a 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Marechal Cândido Rondon.

Ele é acusado de exigir de um servidor comissionado da Prefeitura – que teria sido indicado ao cargo pelo parlamentar – o repassasse mensal de metade do salário.

Em razão da impossibilidade, até então, de Adelar atuar como vereador, na semana passada o suplente Reinar foi convocado para assumir a vaga. Contudo, em razão do trabalho como secretário municipal de Coordenação e Planejamento, Reinar havia decidido renunciar ao mandato.

Agora, caso Adelar venha a retomar o cargo na Câmara de Vereadores, Reinar continua como primeiro suplente.

 

Desistência da renúncia foi comunicado em ofício protocolado no final da manhã (Foto: Cristiano Viteck)

 

Com assessoria

TOPO