Fale com a gente

Abrindo a garrafa

O que torna o vinho algo tão especial?

Publicado

em

Prazer, meu nome é Letícia,

Sou enóloga e é uma honra estrear como colunista a convite do Jornal O Presente. Vamos aproveitar este espaço para falar sobre um dos assuntos que mais amo: vinho!

Eu venho de uma família italiana, e o vinho sempre esteve presente em minha vida… Os vinhos durantes as refeições, os parreirais na casa de meu avô, a elaboração de vinho nos porões de casa e tantas outras histórias que envolvem o vinho.

E foi nessa conexão com minhas origens que decidi ser enóloga.

São muitos anos de estudos, e sempre há algo de novo para aprender, afinal a história do vinho caminha com a da humanidade.

Neste espaço, vou mostrar a vocês, leitores, o quão fascinante esse líquido é, a fim de auxiliá-los a ter uma experiência incrível ao abrir uma garrafa.

Vou apresentar os diferentes tipos de vinho e como eles são feitos, como escolher um vinho e quais suas diferenças, como harmonizar vinho com a comida, entre outros assuntos que envolvem a bebida de Baco.

Aliás, se você tiver alguma dúvida específica sobre vinhos, pode me mandar um e-mail ou me seguir nas redes sociais, onde eu também compartilho dicas.

Conhecer o vinho é uma jornada muito saborosa e encantadora a qual tenho o prazer de compartilhar a partir de agora na coluna “Abrindo a garrafa”.

Recomendo a leitura com uma garrafa aberta e uma taça em mãos.

Tim-tim, e até breve.

Leticia Zigiotto

O que torna o vinho algo tão especial?

Toda vez que eu abro uma garrafa de vinho é uma viagem incrível para algum lugar

Eu gosto desta frase do chef espanhol José Andrés, que, apesar de simples, fala muito sobre a singularidade do vinho. Isto porque um vinho conta muito sobre sua origem. A maioria das uvas são vinificadas em locais próximos ao seu vinhedo, e isto não acontece com outras bebidas.

Talvez mais do que beber vinho eu gosto de sua história e do que ele representa… uma volta às origens. São histórias passadas de geração para geração.

Num mundo com opções de comidas rápidas, artificiais e ultraprocessadas, o vinho vai para o lado oposto disto. 

Elaborar um vinho não é algo simples. Requer muito trabalho, estudo, tempo e ajuda da natureza… Apesar das tecnologias envolvidas, não é algo que se faça com pressa.

Em geral, temos apenas uma colheita de uvas durante o ano, a qual requer cuidado e planejamento durante o ano inteiro, mesmo para os vinhos mais simples. O cuidado é extra quando se elabora um vinho especial.

Já na vinícola as uvas irão se transformar no vinho, o qual levará um tempo até estarem prontos. Este tempo pode ser de alguns meses ou até anos. Um vinho é uma bebida que está sempre em evolução.

Como a qualidade de um vinho depende muito de fatores climáticos, não temos como replicá-lo de um ano para o outro. Cada ano temos um resultado diferente.

Então, toda vez que abrimos uma garrafa de vinho temos a oportunidade de conhecer um pouco sobre o local e o ano em que foi produzido. É como se estivéssemos lá, mas sem realmente estarmos lá.

Com um pouco de prática conseguimos perceber a influência do clima, das técnicas utilizadas por quem o fez e as características das uvas no vinho.

Um brinde, e te espero na próxima coluna!

Leticia Zigiotto

Nasci e cresci em Marechal Cândido Rondon. Sou apaixonada pelo universo dos vinhos e me formei em Enologia pela Universidade Federal do Pampa.

*O enólogo é o profissional que estuda o vinho desde a preparação do solo para o cultivo da videira até a comercialização do vinho pronto. Em geral, conhecemos ele como o encarregado por tomar todas as decisões em relação aos vinhos dentro de uma vinícola.

(Foto: Divulgação)

Acompanhe pelo Instagram e Facebook:

https://www.instagram.com/abrindoagarrafa/

https://www.facebook.com/abrindoagarrafa

E-mail: leticiazigiotto@gmail.com

Facebook