Copagril
Arno Kunzler

Desistimos ou facilitamos?

No Brasil, quando algo não dá certo, e olha que nem é preciso se esforçar para ver quantas coisas não dão certo, muda-se a regra.

Desiste-se do que era para ser, para facilitar…

Casa do Eletricista CÂMERAS

Senão vejamos:

Num passado nem tão distante, quando o aluno não passava de ano, reprovava.

E ao invés de fazer os alunos estudar, fizeram os que não aprenderam passar de ano igual.

Nas universidades, ao invés de criar incentivos para fazer negros, índios e outros tantos aprender, criaram as cotas. Agora entram nas universidades, mesmo nem sempre sabendo o básico e cientes que podem não conseguir se formar.

Para combater a corrupção, ao invés de aplicar penas severas aos sonegadores, criam-se leis…e mais leis, e mais leis…assim, os espertalhões continuam sonegando e os contribuintes honestos não sabem quantos documentos precisam preencher para pagar impostos.

Nas rodovias, ao invés de educar os motoristas e punir severamente os infratores com cadeia e perda da habilitação, preferem construir lombadas.

Para combater a gastança dos governantes, ao invés de punir os responsáveis, aumentam os impostos.

Para combater a falta de capacidade do Estado em conservar as rodovias, criaram o pedágio.

E para piorar, ao invés de ensinar as pessoas a trabalhar e produzir, criaram programas de geração de emprego e aumento de renda, criaram o Bolsa Família, o vale-gás etc…

E ainda assim, ao invés de incentivar as empresas a contratar e manter seus funcionários, criaram a multa do FGTS. Uma verdadeira agressão a quem emprega.

Ao invés de terem evitado milhares de aposentadorias imorais e ilegítimas, preferem fazer os trabalhadores indefesos receber menos.

E para evitar que um dia alguém tirasse as coisas que foram concedidas imoralmente para alguns, criaram o direito adquirido, ou seja, ninguém pode acabar com a sacanagem, tá protegida pela Constituição.

TOPO