Arno Kunzler

Renúncia já

O melhor que pode acontecer para o Brasil e para nós, brasileiros, é a renúncia de Michel Temer.

Incrível como Temer conseguiu acabar com as condições do seu governo, primeiro com alguns escorregões inaceitáveis, como Rodrigo Rocha Loures e Joesley Batista, depois com seus auxiliares diretos, quase todos envolvidos em escândalos.

E agora, mais recentemente, a intervenção no Rio de Janeiro. Não bastasse essa ação patética, ainda tem que conviver com a morte da vereadora Marielle, cujas manchetes não lhe dão descanso.

E nesta semana, para piorar, um tiro no ônibus da comitiva do ex-presidente Lula, um ato que está se transformando num atentado político, tamanha é a incapacidade do governo de sair do episódio.

Ontem (29), Quinta-feira Santa, a prisão de um grupo de pessoas que circulam o presidente quase que diariamente.

Não vai ser uma Páscoa tranquila para Temer.

A única coisa que ele tinha de favorável quando assumiu a presidência foi apoio parlamentar e da maioria das instituições ligadas à produção.

Mas, aos poucos, o governo vai se esvaziando. Ninguém gosta de carregar defunto vivo em época eleitoral.

Temer vai ficar sozinho e os que ficam com ele, provavelmente é por que temem a mesma coisa – a Justiça.

Seria melhor Temer renunciar do que agonizar com seu governo até o fim. Estragar o pouco que de bom que aconteceu nesse período.

É muito triste ver um presidente desmoralizado e acuado pela Justiça, e ao invés de governar, apenas se defender.

TOPO