Brincando na Praça 2019
Editorial

Aproximação

Faltam 16 dias para o dia mais importante aos brasileiros neste ano, ao menos até agora. Em 07 de outubro, a população vai às urnas para eleger os novos comandantes dos Estados e da nação. A campanha está a plenos pulmões, a todo vapor, em cada uma das mais de cinco mil cidades brasileiras. É o momento que o eleitor tem de se aproximar dos candidatos, de conhecer suas propostas, sua idoneidade, suas ideologias e optar pelas opções que melhor lhes convém. Nesse momento, ter contato com os candidatos é fundamental.

Mas nem sempre é possível. Com certeza tem muito eleitor que não vê um único candidato sequer ao vivo e a cores antes das eleições. A esses, resta procurar suas propostas nos programas de rádio e TV, buscar nas mídias sociais, sites e blogs as informações que o eleitor julga importante, e conversar e trocar ideias com outros eleitores. Não custa nada também fazer uma busca básica no Google, sempre observando a veracidade das informações que são consumidas.

Casa do Eletricista SORTEIO DE VERÃO

Para trazer os candidatos mais para perto da população, observa-se um movimento positivo de entidades de classe da região Oeste do Paraná. O Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu, que aglomera o interesse de 16 cidades banhadas pelo reservatório da binacional, não tem medido esforços para trazer à região os candidatos. Movimento semelhante e igualmente positivo acontece com as associações empresariais, como em Marechal Cândido Rondon, Toledo e Santa Helena.

Candidatos à Câmara Federal, à Assembleia Legislativa e ao Governo do Paraná estão, aos poucos, aparecendo nas pequenas cidades da região para tentar angariar alguns votos. Espera-se que nos próximos dias mais ações como essa, de aproximação entre aqueles que elegem e aqueles que querem ser eleitos, sejam realizadas por aqui.

O Oeste paranaense, com seus aproximadamente 1,5 milhão de habitantes, sua economia robusta e riquezas incontáveis, também tem suas necessidades. Pelas bandas de cá ainda falta muita infraestrutura, falta saúde e segurança, sobram impostos, burocracia, inflação, desemprego. As demandas são as mais diversas, seja em aspectos gerais, que beneficiem a todos, ou pontuais, que auxiliem determinadas categorias, como produtores rurais, indústria ou comércio. Onde o governo tem a mão, é sempre possível melhorar. Por isso, também é importante que os candidatos visitem as cidades, conheçam suas demandas, ouçam seus eleitores e observem os avanços que a coisa pública precisa alcançar.

Não trata-se mais de apertar as mãos, fazer promessas e dar tapinhas nas costas. Esse tipo de campanha não cola mais, ou pelo menos é isso que se espera. Um momento decisivo para a nação brasileira se aproxima. É importante estar por dentro dos projetos que cada um tem para governar. Por isso esses movimentos de aproximação são tão importantes nesse momento. São valorosas iniciativas que oferecem mais informação para que o cidadão possa, enfim, no dia 07, estar convicto para dar o tão falado e subjetivo voto consciente.

TOPO