Editorial

Dias melhores

Os números de óbitos e casos de Covid-19 têm aumentando substancialmente em Marechal Cândido Rondon. Já são quase mil pessoas infectadas pela doença, de acordo com os dados oficiais das autoridades sanitárias. O momento é de alerta total.

As pessoas já estão cansadas do isolamento, cansadas de usar máscaras e de manter rotinas tão diferentes daquelas pré-pandemia, mas a atenção e a vigilância precisam estar em primeiro lugar. Até a chegada da vacina, os cuidados ainda precisam ser tomados por todos os cidadãos.

[ Publicidade ]
Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

No entanto e com o passar do tempo, as coisas vão voltando à normalidade. Nesta quinta-feira (15), a fronteira entre Brasil e Paraguai, fechada desde março, será reaberta. Especialmente para duas cidades brasileiras, Guaíra e Foz do Iguaçu, é a notícia mais aguardada do ano. Aos poucos, o comércio entre os dois países, tão importante na vida de milhares de pessoas, deve voltar a acontecer. Os estragos, naturalmente, serão percebidos, mas a abertura das pontes representa um recomeço para quem se viu diante de tamanha dificuldade.

[ Publicidade ]
Nied maio 2022 X

No Paraná, as atividades extracurriculares nas escolas vão voltar a partir de segunda-feira (19), seguindo uma série de cuidados e protocolos. Se os resultados forem positivos, ou seja, se os índices de infecção não forem comprometidos, a tendência é que tão logo sejam retomadas também as aulas presenciais. As vans escolares, que estão encalhadas nas garagens dos empresários, em pouco tempo vão começar a ganhar as ruas.

Para as famílias, um grande alívio, especialmente para as crianças mais novas, que estão longe de seus amigos durante todo esse tempo. A convivência com outras pessoas é fundamental para o desenvolvimento educacional e social dos pequenos.

Tanto a reabertura da fronteira quanto o retorno das atividades extracurriculares nas escolas acontecem alicerçadas em rígidas regras de controle. A rotina de antes não existe mais. Distanciamento, máscara, álcool gel continuam indispensáveis.

Há ainda pendências a serem resolvidas. O funcionamento de casas noturnas e o compartilhamento de piscinas, por exemplo, ainda estão proibidos. Shows artísticos e eventos esportivos com a presença do público também não têm previsão de data para retornar. Mas, apesar dos pesares, as coisas vão caminhando para um fim. Aliás, um dia após o outro, a humanidade está mais próxima de “dar fim” a esse inimigo invisível, que sacudiu o mundo como um terremoto sem precedentes.

Ainda há muito a ser feito no combate ao coronavírus. As lamentáveis mortes, as quais o Jornal O Presente se solidariza aos familiares e amigos, não deixam esquecer que essa é uma luta séria, que ainda não acabou e que deve ser encarada com responsabilidade, firmeza e força. Cada um fazendo a sua parte, com os cuidados que todos já conhecem, pode ajudar a frear a escalada desse vírus.

A segunda-feira (12) foi um Dia das Crianças diferente. Sem festas para elas, sem aglomerações, doces e salgados, sem brincadeiras no parque e piqueniques nas praças. Ainda está tudo meio bagunçado, mas, aos poucos, e com as bênçãos de Deus, a sociedade está caminhando para dias melhores.

TOPO